Cases

Sabor Fino é mistura da produção sustentável com a tecnologia


Santa Cruz Cabrália, localizada no sul da Bahia, é ponto turístico famoso no Brasil por conta das belezas naturais e de momentos históricos marcantes que se passaram em seu território – a chegada dos portugueses em 1500 e as primeiras missas aconteceram por lá. Esses são fatores que deixam a cidade convidativa para uma visita, mas para quem viaja e presta atenção em outros detalhes pode ter mais um motivo para apreciar a região: os negócios sociais com produção sustentável e uso da tecnologia também já ancoraram nesse litoral.

As Ostras Depuradas do Guaiú – Sabor Fino – são produzidas por um grupo de pessoas da própria comunidade e é um empreendimento que nasceu a partir do Projeto Pescando com Redes 3G, uma iniciativa de Fundação Telefônica e da Qualcomm Wireless Reach, que busca gerar alternativas de renda para comunidades pesqueiras da região. O ISES entrou nessa parceria com o papel de desenvolver o negócio e apoiar a criação de uma ferramenta tecnológica que facilitasse o processo de produção das ostras, no caso, um aplicativo para celulares.

O grupo, hoje com seis pessoas, começou o cultivo de ostras por meio desse incentivo em 2014 no vilarejo do Guaiú, uma região de extrema beleza praticamente intocada, e já conta com o fornecimento para quatro restaurantes da região, além do trabalho ainda realizado de expansão de seus canais de vendas para atender tanto o consumidor final quanto outros hotéis e restaurantes da região. As vendas aumentaram 300% desde que a consultoria técnica especializada do ISES capacitou o grupo com boas práticas em gestão, produção e comercialização.

O consultor Adriano Santos, que acompanha todo o processo, acredita que esse número pode melhorar ainda mais. “É um negócio com potencial porque as ostras chegaram a um ótimo nível de qualidade e tem um grande mercado local precisando de produtos assim. As ostras do Sabor Fino são seguras e sustentáveis, elas passam por um rígido processo de limpeza adequado às exigências de preservação local e podem ser consumidas sem maiores preocupações”, explicou.

Já a criação do aplicativo só foi possível porque o programa levou inclusão digital (internet e dispositivos móveis) para a comunidade pesqueira local e o acesso às tecnologias melhorou muito. O aplicativo Sabor Fino utilizado no cultivo das ostras ajuda com informações relacionadas à água como salinidade, oxigênio, PH e temperatura e permite organizar dados específicos de cada demanda.

Para saber mais e baixar o aplicativo é só clicar: https://play.google.com/store/apps/details?id=br.org.ises.saborfino&hl=it

Cidade / Estado:
Santa Cruz Cabrália (BA)

Compartilhe essa página
Outros Cases
Lorem ipsum dolor sit amet