Notícias
Projeto Cajueiros de Santo Amaro ganha edital no Maranhão
25/08/2017
Sem categoria

Projeto Cajueiros de Santo Amaro ganha edital no Maranhão

O Projeto Cajueiros de Santo Amaro, elaborado pelo ISES, foi aprovado pela Secretaria de Direitos Humanos de Participação Popular do Maranhão! Ficando em primeiro lugar no Edital ligado ao Programa Mais IDH, o ISES intensificará suas contribuições para o fortalecimento das Políticas Públicas de erradicação da pobreza.

O edital teve como objetivo principal selecionar e apoiar a expansão de projetos de geração de renda com foco no fortalecimento social e econômico de famílias em situação de extrema pobreza no meio rural.

O projeto Cajueiros de Santo Amaro tem a proposta de construir soluções para a melhoria na infraestrutura de gestão do saneamento e resíduos sólidos do município, importante fator para a melhoria do seu Índice de Desenvolvimento Humanos (IDH), de forma integrada com o desenvolvimento rural.

Além disso, o projeto propõe a implementação de seis tecnologias sociais consolidadas e utilizadas pelo ISES e seus parceiros em regiões com características socioeconômicas ambientais similares. São elas:

  1. Usina de beneficiamento de castanha de caju: capaz de gerar novos postos de trabalho no município e valorizar este produto in natura existente em abundância na região;
  2. Extensão Rural: Somada à distribuição de adubo orgânico produzido a partir da reciclagem, os agricultores familiares receberão acompanhamento para melhorarem o manejo e expandirem os seus cajueiros, de forma a viabilizar, no médio prazo, a expansão da oferta desta matéria prima, possibilitando a expansão de iniciativas de beneficiamento deste produto;
  3. Central de Comercialização da Agricultura Familiar: Para comercializar as castanhas e demais produtos agrícolas disponíveis, de forma criar uma “Rede da Agricultura Familiar” para acessar compras públicas da região e qualificar a inserção destes produtos no circuito turístico dos Lençóis Maranhenses;
  4. Central de Triagem: para reunir, separar, armazenar e comercializar os resíduos sólidos urbanos e rurais como papel, plástico, metais e vidro que são vetores de contaminação das águas e solos, além de vetores de transmissão de doenças;
  5. Biodigestor: que produz gás metano e adubo de primeira qualidade a partir de resíduos orgânicos e biomassa abundante na região;
  6. Moeda Social: Organizando a troca de resíduos sólidos e orgânicos por uma moeda social que pode ser utilizada na Central de Comercialização da Agricultura Familiar.

Com mais esse projeto, o ISES fortalece seu impacto no Nordeste do País, principalmente no Estado do Maranhão, diversificando ainda mais seu território de atuação!

Compartilhe essa página
Notícias Relacionadas
Lorem ipsum dolor sit amet